top of page

Como reduzir a taxa de abandono durante processos seletivos?

Diversos fatores impactam na disponibilidade e motivação do candidato durante o processo seletivo.


Uma pesquisa da empresa de tecnologia para RH, Mindsight, demonstrou que 48% dos candidatos sentem falta de transparência durante o processo de recrutamento e seleção.


Além disso, 58% deles dizem não receber retorno adequado dos recrutadores sobre o andamento da seleção.


Esses aspectos afetam diretamente a percepção da organização por parte do candidato e podem ter sérias repercussões na reputação da empresa.



Uma delas é o aumento da taxa de abandono de candidatos durante o processo seletivo. Além de desgastar a credibilidade da companhia, o negócio pode experimentar aumento nos custos de contratação e dificuldade na seleção dos melhores talentos.


Pensando nisso, preparamos este artigo para explorar estratégias eficazes para reduzir a taxa de abandono de candidatos e melhorar a eficiência do seu processo seletivo. Boa leitura!

O que é abandono de candidatos?

O cenário mais usual é: o candidato inicia o processo de contratação e talvez chegue à etapa de entrevista. E depois desaparece.


De acordo com um estudo da empresa de RH, Visier, 25% dos entrevistados haviam abandonado um processo sem comunicar o contratante.


Apesar do momento do “ghosting” não ser uma regra, pode ser um sintoma de problemas e necessidade de mudança.



Quais os principais motivos para o candidato desistir?

A plataforma de recrutamento americana, ZipRecruiter, mapeou as principais razões para a desistência:


  • Múltiplas aplicações a vagas ( 47% dos entrevistados se candidataram a 5 ou mais)

  • Disponibilidade de ofertas de emprego;

  • Entrevista impessoal (46% dos candidatos)


Por outro lado, a empresa de recrutamento Intera apontou razões para os brasileiros desistirem no meio do processo:

  • Problemas pessoais (10,96%);

  • Proposta salarial abaixo do esperado (8,72%);

  • Benefícios não atrativos (5,94%);

  • Falta de propósito para continuidade (2,28%)


Medidas para reverter a taxa de abandono durante processos seletivos

1. Para evitar que os candidatos desistam durante o processo seletivo, é importante simplificá-lo, reduzindo requisitos excessivos e burocracias. Utilize formulários de inscrição e testes online acessíveis, diminua o número de entrevistas e torne o processo transparente.


2. Mantenha uma comunicação clara e regular com os candidatos, fornecendo informações detalhadas sobre as etapas, cronogramas e expectativas. Use e-mails automáticos para atualizações e esteja disponível para esclarecer dúvidas.


3. Garanta uma experiência positiva durante o processo seletivo, com etapas bem estruturadas e respeitosas. Permita que os candidatos conheçam a empresa e sua cultura. O feedback construtivo e uma abordagem personalizada podem aumentar o engajamento dos candidatos.


4. Agilize a tomada de decisão, estabelecendo prazos claros e cumprindo-os. Avalie as candidaturas rapidamente e forneça feedback o mais breve possível para manter o interesse dos candidatos.


5. Avalie constantemente o processo seletivo por meio de pesquisas de satisfação e utilize o feedback dos candidatos para otimizá-lo. Com clareza sobre o plano de carreira, os candidatos estarão mais motivados a permanecerem interessados nas oportunidades a longo prazo.


Reduzir a taxa de abandono durante os processos seletivos é um desafio, mas ao adotar essas estratégias focadas na experiência do candidato, é possível atrair e reter os melhores talentos para a empresa.


Continue acompanhando o blog da RH Numbers para dicas e tendências do mundo do RH. Conheça as nossas soluções de People Analytics e simplifique a carga operacional do seu RH!




Comentarios


bottom of page